Opositores dizem ter matado líder militar no Iêmen

Um alto comandante militar leal ao governo do Iêmen foi morto por forças da oposição, segundo relatos de fontes iemenitas à BBC.

Oficiais de segurança e membros tribais afirmam que o líder da força de elite Guarda Republicana, um importante aliado do presidente Ali Abdullah Saleh, morreu durante uma ofensiva, na manhã desta segunda-feira, na base que ele comanda, no norte da capital Sanaa.

Também há relatos de que a oposição capturou 30 militares pró-governo na base.

Saleh, que recentemente voltou ao Iêmen após se recuperar de ferimentos no exterior, é um dos líderes árabes acuados por revoluções. No caso iemenita, o governo enfrenta uma oposição armada formada por ex-chefes militares e clãs tribais.