Ex-diretor do FMI se encontra com autora que o acusa de tentativa de estupro

O ex-diretor-gerente do FMI Dominique Strauss-Kahn deve se encontrar nesta quinta-feira com a autora francesa Tristane Banon, que o acusa de tentar estuprá-la em 2003.

Ele nega as acusações e está processando Banon por difamação. O ex-diretor-gerente do FMI admite ter feito o que ele descreve como "investidas" sobre a autora, mas nega uso de violência.

O encontro, em uma delegacia de polícia em Paris, é parte de uma investigação das acusações feitas por Banon em junho, quando Strauss-Kahn enfrentava a acusação de estupro em Nova York.

As acusações de estupro e assédio sexual feitas em Nova York foram retiradas.