Braço político do ETA anuncia dissolução

O grupo Ekin, um aparato político do grupo separatista basco ETA, anunciou neste sábado a sua dissolução.

Citando fontes da direção do Ekin, cuja atividade era considerada ilegal, o jornal <i>Gara </i> afirmou que a decisão se deve à "mudança radical de estratégia" adotada pela esquerda independentista do País Basco.

Esta esquerda conseguiu vitórias importantes nas últimas eleições municipais através do partido Bildu, legalizado pela Justiça espanhola.

O anúncio do Ekin ocorre em meio a especulações de que o próprio ETA pudesse anunciar o fim de suas atividades. Em janeiro, o grupo declarou um cessar-fogo permanente.

O ministro espanhol do Interior, Antonio Camacho, comemorou o fim do Ekin e disse que o ETA "entrou em um processo de dissolução irreversível".