União Europeia e Rússia condenam sentenciamento de Tymoshenko

A União Europeia e a Rússia criticaram a condenação da ex-primeira-ministra da Ucrânia, Yulia Tymoshenko, a sete anos de prisão.

A ex-premiê foi sentenciada nesta terça-feira por ter assinado, em 2009, com a Rússia, um acordo envolvendo o transporte de gás russo por gasodutos em território ucraniano.

Segundo representantes europeus, a UE está profundamente decepcionada com a decisão. Eles dizem que o veredicto pode ter consequências profundas para as ambições ucranianas de assinar um acordo para maior cooperação política e econômica com a UE.

Em visita à China, o premiê russo Vladimir Putin disse a repórteres que a sentança pode prejudicar o acordo para o suprimento de gás entre os dois países.

Em resposta às críticas, o presidente da Ucrânia, Viktor Yanukovych, disse que o veredicto não era final.