Itália promete punir manifestantes responsáveis por violência em Roma

O premiê da Itália, Silvio Berlusconi, pediu punição aos manifestantes que se envolveram em cenas de violência durante um protesto popular em Roma, no sábado.

A manifestação, parte de um dia global de protestos contra a "ganância corporativa" e a deterioração do cenário econômico, reuniu dezenas de milhares de pessoas na capital italiana. Algumas delas destruíram fachadas comerciais e caixas eletrônicos e incendiaram carros, entrando em confronto com a polícia.

Ao menos 70 pessoas ficaram feridas, três delas com gravidade.

Os protestos de sábado, inspirados no movimento Ocupe Wall Street, nos EUA, aconteceram em centenas de cidades de mais de 80 países.