Grupo islâmico da Somália pede ao Quênia que retire suas tropas do país

O grupo Al Shabaab pediu nesta segunda-feira ao governo do Quênia que retire imediatamente suas tropas da Somália, a fim de evitar o que chamaram de “batalhas sangrentas”.

As tropas quenianas cruzaram a fronteira no domingo, perseguindo integrantes do grupo, acusados de cometer sequestros e assassinatos no Quênia.

O grupo Al Shabaab nega as acusações de que esteja por trás dos crimes.

Segundo testemunhas, caminhões, tanques e centenas de tropas avançaram cerca de oito quilômetros em território somali.