Criação de empregos até setembro cai 16,5%

O Ministério do Trabalho anunciou nesta terça-feira que o número de empregos com carteira assinada alcançou 2,07 milhões entre janeiro a setembro deste ano, queda 16,5% em relação ao mesmo perído de 2010.

Em setembro, segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), foram abertas 209.078 vagas formais, valor 15,3% inferior ao resultado de setembro de 2010. Foi o pior resultado para um mês de setembro desde 2006.

Para o ministro do Trabalho, Carlos Lupi, porém, o resultado de setembro "não preocupa".

"Estamos no meio de uma crise internacional, onde a resposta da demanda interna continua muito forte. A geração de emprego, apesar de ser abaixo da média, é muito robusta. Foi acima de 200 mil, maior do que o mês anterior", afirmou.