Desemprego fica estável em setembro, diz IBGE

O desemprego no Brasil ficou estável em setembro, mantendo o mesmo percentual de 6% verificado em agosto, segundo informou nesta quinta-feira o IBGE.

Essa é a menor taxa estimada para um mês de setembro desde março de 2002. O desemprego também ficou estável em relação a setembro de 2010, quando foi de 6,2%.

A população desocupada no mês passado, segundo o IBGE, era de 1,5 milhão de pessoas, o que representa estabilidade tanto em relação ao mês anterior quanto a setembro do ano passado.

Já a população ocupada, estimada em 22,7 milhões em setembro, não teve variação significativa na comparação com agosto. Em relação a setembro de 2010, o IBGE verificou um aumento de 1,7%, com o acréscimo de 369 mil ocupados no intervalo de 12 meses.

O número de trabalhadores com carteira de trabalho assinada no setor privado em setembro foi estimado em 11 milhões, sem variação se comparado com agosto. Em relação a setembro de 2010, houve alta de 6,7%, representando 691 mil postos de trabalho com carteira assinada a mais no período de um ano.

O IBGE afirma que o de desemprego de setembro, na comparação com agosto, teve variação significativa apenas na região metropolitana do Rio de Janeiro (de 5,1% para 5,7%). Frente a setembro de 2010, houve queda de 2,4 pontos percentuais na Grande Recife. As demais regiões ficaram estáveis também na comparação anual.