Egito e Israel trocam prisioneiros

Egito e Israel acertaram a troca para esta quinta-feira de 25 prisioneiros egípcios detidos em prisões israelenses por um cidadão com nacionalidades americana e israelense preso no Egito, sob a acusação de espionagem.

Israel diz que a maioria dos presos egípcios estava envolvida em contrabando.

O israelo-americano Ilan Grapel foi preso em junho acusado de espionagem, embora a justiça egípcia não tenha apresentado provas.

Correspondentes afirmam que a troca sinaliza que os países ainda podem manter negociações, apesar das mudanças de governo no Cairo.