Manifestantes pedem zona de exclusão aérea na Síria

Manifestantes anti-governo pediram que a Otan estabeleça uma zona de exclusão aérea na Síria, depois que pelo menos 37 pessoas foram mortas durante novos protestos nesta sexta-feira.

As maior parte das mortes aconteceu nas cidades de Homs e Hama, após as preces tradicionais.

Durante as manifestações, os ativistas pediram a proteção da aliança militar dos países ocidentais, cujos aviões de guerra tiveram um papel importante na queda do ex-líder líbio Muamar Khadafi.

Apesar da violência, pelo menos 170 protestos aconteceram no país.

Mais de 3 mil pessoas morreram em conflitos com as forças do governo desde o início dos tumultos em março.