Partido islâmico vitorioso na Tunísia promete respeitar liberdades e religiões

O partido islâmico moderado Ennahda, que ganhou a maioria das vagas parlamentares na eleição na Tunísia esta semana, prometeu nesta sexta-feira que formará um governo de coalizão que respeitará as liberdades religiosas e individuais.

A Tunísia foi o primeiro país da Primavera Árabe a realizar eleições.

O político Hamadi Jbeli, que está sendo indicado pelo Ennahda para o cargo de primeiro-ministro, fez a promessa em um discurso após o anúncio da vitória do partido nas eleições de domingo.

A vitória do partido provocou violência na cidade de Sidi Bouzid. Centenas de pessoas atacaram a sede do partido na cidade, e a polícia usou gás lacrimogêneo contra os manifestantes.