Berlusconi diz que irá renunciar após Parlamento aprovar pacote de ajuste

O primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi, confirmou nesta terça-feira que irá renunciar ao cargo assim que o Parlamento aprove o pacote de austeridade proposto pelo governo.

Os rumores de renúncia de Berlusconi ganharam força após uma disparada nos custos da dívida italiana, cujos títulos de dez anos já estão pagando 6,5% de juros anuais (se ultrapassar o patamar de 7% o governo da Itália corre risco de calote).

Berlusconi será, então, mais um dos primeiros-ministros derrubados pela crise. Os chefes de governo da Irlanda, Portugal e Grécia já pediram demissão. O da Espanha convocou eleições antecipadas e não irá se candidatar.