Economia mundial terá 'década perdida' se nações não se unirem, alerta diretora do FMI

A diretora do FMI, Christine Lagarde, afirmou que a economia mundial poderá ter uma "década perdida" se as nações não se unirem e trabalharem juntas.

Lagarde fez os comentários no início de uma visita de dois dias na China, que deve ter como assunto principal a crise das dívidas da Europa.

A diretora do FMI também afirmou que a Ásia não ficará imune aos problemas que atingem a zona do euro.

Martin Patience, correspondente da BBC em Pequim, afirma que os líderes europeus estão se voltando para a China, esperando que o país invista em um fundo de resgate para os países da zona do euro.

Mas, segundo o correspondente, a China até o momento tem mostrado uma postura mais relutante em relação à proposta para contribuir diretamente com este fundo.