Rússia descarta apoio a novas sanções contra o Irã após relatório da ONU

A Rússia descartou nesta quarta-feira apoio a uma nova rodada de sanções contra o Irã, após um relatório da ONU acusando Teerã de tentar desenvolver armas nucleares.

O vice-ministro russo do Exterior, Gennady Gatilov, disse à agência Interfax que novas sanções contra o governo iraniano podem ser interpretadas como "um instrumento de mudança de regime no Irã".

"Essa abordagem é inaceitável para nós e a Rússia não tem a intenção de considerar tais propostas", afirmou Gatilov.

A Agência Internacional de Energia Atômica, da ONU, disse ter evidências de que o Irã tenha realizado testes "relevantes para o desenvolvimento de um aparelho explosivo nuclear".

Segundo a AIEA, a pesquisa incluiria modelos de computadores que só poderiam ser usados para desenvolver um mecanismo de ativação de bombas.

A França e os Estados Unidos disseram que trabalharão na ONU por novas restrições contra o Irã - que alega que seu programa nuclear é pacífico.