Liga Árabe dá prazo de um dia para Síria permitir entrada de monitores

A Liga Árabe deu um prazo de um dia para que o governo da Síria assine um protocolo permitindo que monitores entrem no país.

Caso a Síria não concorde com a missão de observação, a Liga Árabe vai dar continuidade aos planos de sanções econômicas.

Entre as sanções que poderão ser aprovadas pela Liga Árabe está a suspensão de voos comerciais para a Síria e a paralisação de negociações com o Banco Central sírio.

Se a Síria não cumprir o prazo e não assinar o acordo na sexta-feira, os ministros do Exterior dos países membros da Liga Árabe voltarão a se reunir no sábado para discutir as sanções.

Mais de 3.500 pessoas já morreram na Síria desde o início dos protestos contra o governo em março, segundo estimativas da ONU. Apenas na terça e quarta-feira, pelo menos 37 pessoas, incluindo seis crianças, morreram no país, segundo ativistas.