EUA condicionam ajuda internacional a respeito dos direitos dos gays

A Secretária de Estado americana, Hillary Clinton, anunciou nesta terça-feira, em Genebra, que os Estados Unidos vão condicionar a ajuda que prestam a outros países ao respeito dos direitos dos homossexuais.

Para uma plateia em parte composta por representantes de países onde a homossexualidade ainda é crime, Hillary disse que os direitos dos gays são equivalentes aos demais direitos humanos.

Hillary ressaltou que ainda há muito a ser feito em relação aos direitos de gays e lésbicas nos EUA.

O casamento entre pessoas do mesmo sexo só é permitido em alguns estados americanos. Recentemente, os EUA derrubaram uma regra que proibia homossexuais assumidos de servir nas Forças Armadas do país.