Canadá abandona o Protocolo de Kyoto

O Canadá se tornou, nesta segunda-feira, o primeiro país signatário a abandonar o Protocolo de Kyoto, que estabelece metas de emissão de gás carbônico, elemento responsável pelo aquecimento global.

O ministro do Meio Ambiente canadense, Peter Kent, fez o anúncio um dia depois da cúpula sobre o clima de Durban, na África do Sul, terminar sem consenso sobre a adoção de um acordo substituto para o protocolo, que expira no final de 2012.

Com o a medida, o Canadá ficará desobrigado de pagar mais de US$ 13 bilhões em compensação por suas emissões, a fim de atingir a meta designada aos países de industrialização antiga.

Originalmente, o Canadá se comprometeu a reduzir suas emissões em 6% até 2012. No entanto, em 2009, as emissões canadenses já haviam crescido em cerca de 30%.

O governo conservador do Canadá anunciou, em 2007, que não buscaria alcançar as metas de Kyoto, culpando o governo anterior por aceitar "metas irreais".