PIB per capita de 50% dos municípios fica abaixo de metade da média nacional

Metade dos municípios brasileiros tem PIB (Produto Interno Bruto) per capita abaixo de R$ 8.395, valor pouco abaixo de 50% da média nacional (de R$ 16.918), informou nesta quarta-feira o IBGE.

Segundo o instituto, menos de 15% dos municípios têm PIB per capita maior do que a média nacional. Em três quartos deles, o indicador fica abaixo de R$ 13.317.

Os municípios com maior PIB per capita em 2009, segundo o IBGE, tinham como característica comum a baixa densidade demográfica. Em 1º lugar, estava São Francisco do Conde (BA), sede da segunda maior refinaria em capacidade instalada do país, com PIB per capita de R$ 360.815,83 e apenas 31.699 habitantes.

Em 2º lugar, ficou Porto Real (RJ), com R$ 215.506,46 e 16.253 habitantes, cujo PIB per capita foi puxado principalmente pela indústria automobilística. Triunfo (RS), com R$ 211.964,79 e 25.374 habitantes, ficou em terceiro, sendo a sede de um importante polo petroquímico.

O menor PIB per capita em 2009 foi do município maranhense de São Vicente Ferrer, com R$ 1.929,97 e 20.463 habitantes. De acordo com o IBGE, o excesso de chuva prejudicou a produção de mandioca no município, que teve perda de 77,6% da quantidade produzida e de 83,4% do valor de produção.

Entre as capitais, Vitória teve o maior PIB per capita em 2009 (R$ 61.790,59), seguida de Brasília (R$ 50.438,46), São Paulo (R$ 35.271,93), Rio de Janeiro (R$ 28.405,95) e Porto Alegre (R$ 26.312,45).

O IBGE afirma ainda que, em 2009, cinco municípios concentravam cerca de 25% de toda a geração de renda do país: São Paulo (12%), Rio (5,4%), Brasília (4,1%), Curitiba (1,4%) e Belo Horizonte (1,4%). Juntos, eles representavam 12,6% da população nacional.