Moradores de vilarejo chinês cancelam protesto após negociações com autoridades

Moradores de vilarejos no sul da China, que vêm protestando abertamente contra as autoridades, suspenderam uma passeata após chegar a um acordo com os governantes locais.

A polícia de Wukan teria oferecido concessões depois que a população se rebelou contra o confisco de terras para projetos de infraestrutura e a morte de um representante dos moradores enquanto ele estava sob a custódia de policiais.

As autoridades da província de Guangdong, onde fica Wukan, parecem ter recuado depois de enfrentar outras grandes manifestações no vilarejo de Haimen.

Lá, milhares de moradores fizeram passeatas e fecharam estradas e teriam conseguido suspender a construção de uma nova usina de energia, que levaria a um aumento da poluição na região por causa da queima de carvão.