Vice iraquiano acusa presidente Maliki de provocar crise no país

O vice-presidente sunita do Iraque, Tariq al-Hashemi, acusou o primeiro-ministro xiita Nouri al-Maliki de causar uma crise nacional ao emitir um mandado de prisão contra ele.

Hashemi disse à BBC que a crise a que Maliki deu início não será fácil de controlar e que os iraquianos estão certos de se preocuparem com o assunto.

O vice-presidente, que foi acusado de terrorismo, está no norte do Iraque sob a proteção das autoridades curdas locais.

Em resposta ao pedido de prisão, o bloco político sunita, al-Iraqiyya, deixou o parlamento iraquiano e o gabinete de Maliki.