Opositor congolês realiza 'posse alternativa' como presidente

O líder da oposição na República Democrática do Congo (RDC), Étienne Tshisekedi, conduziu nesta sexta-feira uma cerimônia extraoficial de posse presidencial em sua casa, na capital do país, Kinshasa.

Tshisekedi alega ter vencido a eleição presidencial realizada em novembro. No entanto, as autoridades eleitorais do país decretaram a vitória do atual presidente, Joseph Kabila. A decisão foi referendada pela Suprema Corte congolesa.

Os correligionários do opositor foram impedidos de proclamá-lo presidente em um evento programado para o maior estádio de Kinshasa, que foi cercado por soldados e policiais fortemente armados.

A polícia baniu o comício, usando gás lacrimogêneo para dispersar a multidão.

Embora Kabila tenha sido oficialmente proclamado vencedor na última terça-feira, observadores internacionais afirmam que a eleição foi fraudada.