Turquia lamenta bombardeio que matou 35 civis na fronteira com Iraque

A Turquia lamentou nesta sexta-feira as mortes de 35 civis em um ataque aéreo turco próximo à fronteira com o Iraque.

O primeiro-ministro turco, Recep Tayyip Erdogan, afirmou que o bombardeio, realizado na última quarta-feira, foi "infeliz e entristecedor".

Já o presidente da Turquia, Abdullah Gul, também expressou suas condolências, dizendo que o país "sente dor" pelo incidente.

O ataque, ocorrido próximo a um vilarejo curdo, matou jovens contrabandistas.

O comandante rebelde Bahoz Erdal, do Partido dos Trabalhadores do Curdistão, pediu aos curdos que reajam ao ataque e realizem um "levante", exigindo que seus autores sejam responsabilizados.