Violência religiosa faz Nigéria declarar estado de emergência

O presidente da Nigéria, Goodluck Jonathan, declarou estado de emergência no país neste sábado, após uma onda de ataques a alvos cristãos nos dias seguintes ao Natal.

Os ataques são atribuídos a militantes islâmicos do grupo Boko Haram.

O governo ordenou às Forças Armadas tomar as medidas cabíveis caso a violência continue. Uma força especial antiterrorismo também foi criada.

Mais cedo, o presidente visitou uma igreja católica na capital, Abuja, palco do mais sangrento dos ataques, que deixou 17 mortos na última semana.