Explosão deixa mortos e feridos na capital da Síria, diz TV estatal

Uma explosão deixou mortos e feridos nesta sexta-feira na capital da Síria, Damasco, no que a TV estatal disse ter sido um ataque terrorista perpetrado por um suicida.

A explosão sacudiu o bairro de Midan, palco de recentes protestos contra o governo do presidente Bashar al Assad, segundo o noticiário oficial.

O ataque ocorreu duas semanas depois de 44 pessoas terem morrido em explosões, atribuídas pelo governo a terroristas. A oposição síria, entretanto, acusa o governo de provocar os ataques, como forma de desmoralizar os protestos contra Assad. O governo afirma que os protestos são obra de grupos terroristas como a Al Qaeda.

Um repórter britânico em Damasco relatou à BBC que chegou a ver os restos mortais do suporto suicida, mas não viu mais corpos nem pessoas feridas no local.

Integrantes de uma comissão da Liga Árabe estão na Síria para tentar garantir a implementação de um plano de paz, aceito pelo governo de Damasco. Ativistas afirmam que o governo não pôs fim à repressão, e que dezenas de pessoas morreram nas últimas semanas.