Militar chinês acusa EUA de 'criar problema' com nova estratégia de defesa

Um alto militar chinês qualificou os Estados Unidos de "criador de problema" por causa da sua nova estratégia militar, que destinará mais militares para a região da Ásia-Pacífico.

Em um artigo publicado neste sábado na capa de um dos diários controlados pelo Partido Comunista chinês, o contra-almirante Yi Yang afirmou que a China e o Irã são os destinatários da mensagem que o presidente americano, Barack Obama, quis passar com seu anúncio.

Para ser publicado com tanto destaque, o artigo teria de ser autorizado pelas altas esferas do poder, afirmou o correspondente da BBC em Pequim.

Na sexta-feira, a agência de notícias estatal chinesa, Xinhua, publicou um editorial alertando Washington a "não tentar demonstrar sua força" na região. Para os autores, o "militarismo americano" pode pôr em risco a paz na região.