Nigéria anuncia medidas para 'mitigar' dificuldades da população

O presidente da Nigéria, Goodluck Jonathan, anunciou neste final de semana medidas com o objetivo de mitigar as dificuldades econômicas enfrentadas pela população desde que o governo decidiu remover subsídios ao combustível.

O fim dos subsídios, na semana passada, fez com que dobrasse o preço da gasolina no país - o maior produtor de petróleo na África -, provocando protestos populares.

Muitos creem que os subsídios eram a única vantagem econômica que o cidadão comum conseguia tirar da enorme riqueza petrolífera da Nigéria.

Jonathan anunciou um corte de 25% em salários do Executivo e baniu todas as viagens oficiais internacionais consideradas não-essenciais, como forma de tentar economizar o dinheiro público.

Ele alega que os subsídios ao combustível foram derrubados porque eram insustentáveis.