Irã condena americano à morte por espionagem

Um tribunal no Irã condenou à morte um americano com ascendência iraniana por espionar para a CIA.

A agência de notícias semi-oficial iraniana Fars afirmou que Amir Mirza Hekmati foi condenado por "cooperar com uma nação hostil, por ser integrante da inteligência americana e por tentar envolver o Irã em terrorismo".

Hekmati, um ex-fuzileiro naval americano, que também tem cidadania iraniana, apareceu fazendo uma confissão na televisão estatal iraniana no mês passado.

Os Estados Unidos exigiram sua libertação.