Jornalista francês é morto na Síria

Gilles Jacquier. Reuters Direito de imagem Reuters
Image caption Gilles Jacquier morreu na cidade de Homs, um dos epicentros dos protestos

Um jornalista da emissora francesa France Deux é o primeiro profissional da imprensa ocidental a morrer no conflito que divide a Síria há meses.

Gilles Jacquier morreu na cidade de Homs, um dos epicentros dos protestos contra o regime de Bashar al Assad.

Uma testemunha relatou à BBC que Jacquier participava de uma visita guiada organizada pelo governo, quando o grupo foi atingido por granadas.

O governo francês pediu que o caso seja investigação.

Mais de 5 mil pessoas já morreram na repressão aos protestos que pedem a renúncia de Assad, segundo a ONU.

A imprensa não tem sido autorizada a cobrir livremente a revolta.