Copom volta a reduzir juros, para 10,5% ao ano

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central anunciou nesta quarta-feira a redução em 0,5 ponto percentual da taxa de juros Selic, que baixa para 10,5%, sem viés.

Em nota, o Copom diz que o corte dá "seguimento ao processo de ajuste das condições monetárias".

O agravamento da crise externa e, por consequência, a perspectiva de menor crescimento econômico, são fatores que levam o Comitê de Política Monetária (Copom) a reduzir a taxa básica de juros.

"O Copom entende que, ao tempestivamente mitigar os efeitos vindos de um ambiente global mais restritivo, um ajuste moderado no nível da taxa básica é consistente com o cenário de convergência da inflação para a meta em 2012", diz o comunicado.

Os cortes na Selic apontam que atividade econômica deve ser estimulada.

Em agosto do ano passado, a Selic caiu de 12,5% para 12%. Nas duas reuniões seguintes do Copom, em outubro e novembro, o BC reduziu a Selic em 0,5 ponto percentual em cada uma delas.

De acordo com a pesquisa Focus, feita pelo Banco Central com analistas do mercado financeiro, a expectativa é que a Selic fique em 9,5% no final de 2012.

A Confederação Nacional da Indústria, CNI, comemorou a nova redução. Em nota, a instituição diz que "considera ser necessário dar continuidade ao ciclo de redução dos juros, de modo a atenuar os efeitos da baixa atividade mundial na economia brasileira e evitar novo movimento de valorização cambial".