General sírio é morto em Hama

A agência de notícias estatal da Síria confirmou que um general do Exército sírio foi morto a tiros na cidade de Hama.

Ativistas da oposição disseram que as forças de segurança mataram pelo menos nove pessoas em todo o país nesta quinta-feira. Os militares retiraram tropas de uma cidade na fronteira com o Líbano após diversos dias de conflitos.

O mandado de observação da Liga Árabe, que durou um mês, expira nesta quinta-feira e os ministros discutirão o relatório da missão no próximo sábado.

Na cidade síria de Deraa - onde o levante popular teve início em março - manifestantes anti-governo disseram ao correspondente da BBC Jeremy Bowen que temem um ataque.

Bowen diz que a Síria ainda não tem nenhum processo político significativo, que pode ser a única chance de evitar uma guerra civil no país. Segundo ele, nem o governo nem a oposição são grandes ou fortes o suficiente para vencer o outro.