Após pressão, Congresso dos EUA adia debate sobre projetos de lei antipirataria

O Congresso dos Estados Unidos adiou o debate sobre os projetos de lei antipirataria após forte pressão na internet.

O líder da maioria no Senado, Harry Reid, anunciou nesta sexta-feira a suspensão do debate sobre a Pipa (Protect Intellectual Property Act, ou Lei para Proteger a Propriedade Intelectual), então agendado para a próxima terça-feira.

O presidente da Comissão de Justiça da Câmara dos Representantes (equivalente à Câmara de Deputados), Lamar Smith, também confirmou que o projeto da Sopa (Stop Online Piracy Act, ou Lei para Parar com a Pirataria Online) também saiu da pauta, até que haja consenso entre os parlamentares.

As propostas opõem produtores de conteúdo - como emissoras de TV, gravadoras de músicas, estúdios de cinema e editoras de livros, que se sentem lesadas pela pirataria - às empresas de tecnologia do Vale do Silício, que alegam que os projetos ferem a liberdade inerente à internet e dão excessivo poder para quem quiser tirar websites de circulação.

Na última quarta-feira, a versão em inglês do site da enciclopédia eletrônica Wikipedia saiu do ar, por 24 horas, em protesto contra o projeto de lei. Outros sites como o Google também se manifestaram contra.