Navio italiano levava passageiros ‘sem registro’

Equipes de resgate na Itália dizem que haviam passageiros “não registrados” a bordo do navio Costa Concórdia que naufragou há uma semana, na região costeira do país.

As equipes já encontraram os corpos de 13 pessoas no navio.

O capitão da embarcação, Francesco Schettino, que é acusado de homicídio culposo e de abandonar o navio, disse à Justiça italiana que a operadora do navio, a Costa Cruzeiros, pediu para que ele realizasse uma manobra que resultou no acidente.

A manobra exigiria que o barco se aproximasse muito da terra. Ele nega ter feito qualquer coisa errada.