ONU diz que punirá envolvidos em crimes sexuais no Haiti

A Missão das Nações Unidas para a Estabilização no Haiti (Minustah) reiterou nesta segunda-feira seu compromisso de punir qualquer membro envolvido nos supostos crimes sexuais contra menores haitianos.

Mariano Fernandez, chefe da missão, disse que “continuará a tomar medidas rigorosas para garantir, se for o caso, que os culpados sejam punidos."

Fernandez reagiu após a ONU anunciar, nesta segunda-feira, que está investigando duas denúncias de abuso sexual infantil envolvendo membros da polícia da ONU no Haiti.