Fundador de empresa francesa de próteses PIP de silicone é preso

A polícia na França prendeu nesta quinta-feira Jean-Claude Mas, o fundador da empresa francesa PIP, fabricante dos implantes de silicone potencialmente tóxicos.

Mas, de 72 anos, foi detido em sua casa no sul da França e enfrenta acusações de homicídio culposo e fraude. O fundador da PIP já tinha dito à polícia francesa que seus funcionários tinham conseguido esconder os problemas dos inspetores do setor durante 13 anos.

A PIP, que já foi fechada, usou silicone industrial em seus implantes.

Os implantes para os seios da companhia francesa foram retirados do mercado europeu em 2010 devido ao risco de rompimento e vazamento do silicone para o corpo da mulher que tivesse estes implantes.

Mais de 400 mil mulheres em 65 países, incluindo no Brasil, receberam os implantes da PIP.