Bogotá proíbe porte de armas

Novas regras restringindo o porte de armas de fogo entraram em vigor na capital da Colômbia, Bogotá.

A partir desta quarta-feira, somente membros da polícia, do Exército e de empresas de segurança privadas terão a permissão de portar armas na cidade.

A medida, que está em um período de teste de 90 dias, foi proposta pelo novo prefeito de Bogotá, Gustavo Petro.

Petro, um ex- militante de esquerda, disse esperar que a proibição diminua a taxa de homicídios na cidade.

No ano passado, mais de 1.500 pessoas foram mortas por armas de fogo na capital colombiana.