Egito tem mais um dia de conflitos entre forças de segurança e manifestantes

Forças de segurança egípcias entraram em conflito pelo segundo dia consecutivo com manifestantes no centro do Cairo, que estavam protestando contra a morte de 72 torcedores de futebol na última quarta-feira.

Ambulâncias entraram e saíram da praça Tahrir durante todo o dia levando feridos aos hospitais.

Muitos foram afetados pelo gás lacrimogêneo usado pela polícia de choque ao defender o Ministério do Interior. O prédio da Receita Federal, perto do local, foi visto em chamas horas depois.

O Ministério do Interior foi alvejado pelos manifestantes porque eles culpam as forças de segurança pela morte dos torcedores após uma partida em Port Said.