Tribunal da ONU dá imunidade jurídica à Alemanha para crimes nazistas

O Tribunal Internacional de Justiça Nações Unidas em Haia, na Holanda, decidiu que a Alemanha tem imunidade legal para acusações de crimes de guerra nazistas em cortes estrangeiras - impedindo que vítimas busquem compensações em seus próprios países.

O tribunal afirmou que a Suprema Corte da Itália violou a soberania alemã em 2008 quando determinou que um cidadão italiano, Luigi Ferrino, tinha direito a reparação por ter sido enviado para a Alemanha em 1944 e sido forçado a trabalhar na indústria de armamentos.

A ONU disse que um sistema de compensação para os crimes de guerra nazistas já foi desenvolvido e pagou bilhões de dólares a vítimas desde os anos 1950.

Espera-se que a decisão diminua a onda de reivindicações de compensação vindas da Itália e da Grécia.