Juiz espanhol diz que apelará contra a condenação

O juiz espanhol Baltasar Garzón diz que irá apelar contra a sentença de 11 anos de afastamento de sua profissão, anunciada nesta quinta-feira.

A Corte Suprema de Madri o julgou culpado de ter ordenado escutas telefônicas ilegais entre advogados e réus em um caso de corrupção, e disse que suas práticas eram dignas de um regime totalitário.

O juiz rejeitou a sentença e a descreveu como uma porta aberta à impunidade.

Seus simpatizantes dizem que tanto este caso quanto outro processo pendente contra o juiz tem motivações políticas.