Bancos americanos entram em acordo para compensar proprietários de casas

Os maiores bancos do Estados Unidos concordaram em um acordo com o governo para compensarem os proprietários de casas após acusações de práticas abusivas pelas instituições durante a crise do mercado imobiliário no país.

O acordo de US$ 25 bilhões (R$ 43 bilhões) prevê a redução do pagamento de hipotecas de um milhão de pessoas. Outros, que perderam suas casas para os bancos, receberão um cheque de compensação.

Os bancos envolvidos são o Bank of America, o Citigroup, o Wells Fargo, o JP Morgan Chase e o Ally Financial.

O presidente americano, Barack Obama, disse que os proprietários americanos não foram tratados de maneira justa.

Um correspondente da BBC diz que esta é a tentativa mais audaciosa do governo Obama de atenuar os efeitos da crise dos bancos para a população.

Os planos anteriores foram vistos como tentativas fracassadas de conseguir que o dinheiro chegasse às pessoas mais necessidades.