Contra anistia a grevistas, Dilma se diz “estarrecida” com diálogo de grevista

A presidente Dilma Rousseff se disse, nesta quinta-feira, "estarrecida" com as gravações mostrando o líder do movimento grevista da Polícia Militar da Bahia articulando atos de vandalismo em Salvador.

"Fiquei estarrecida ontem quando vi gravações em uma televisão, a TV Globo, sobre o fato de que há outros interesses envolvendo a paralisação. Isso não é correto", disse Dilma, durante visita às obras da rodovia Transnordestina no interior de Pernambuco.

"Por reivindicações, as pessoas não podem ser presas nem condenadas. Agora, por atos ilícitos, por crimes contra a pessoa e a ordem pública, não podem ser anistiadas", disse Dilma.

A presidente afirmou que considera legítimas "as reivindicações em uma democracia".

"Mas não podemos admitir que seja correto espalhar o pânico, o medo e criar situações não compatíveis com a democracia", afirmou.

Dilma disse ainda que o governo federal está pronto para atender os governadores, caso seja solicitado.