Policiais mantem greve em Salvador, mas movimento perde força no interior

Os policiais militares decidiram manter a greve na Bahia, após assembleia realizada no início da noite desta quinta-feira em Salvador.

Ainda não ficou clara qual a proposta da categoria, já que o movimento sofreu um baque na manhã desta quinta-feira, com a prisão do líder grevista Marcos Prisco, flagrado articulando atos de vandalismo em uma gravação feita pela Justiça.

Apesar da decisão pela manutenção da greve, o movimento parece perder força.

Segundo informações do jornal Correio, os policiais já voltaram à ativa em 14 cidades do interior.