Obama faz acordo para que seguradoras de saúde ofereçam contracepção gratuita

O presidente americano Barack Obama anunciou uma mudança em seu plano de reformas no sistema de saúde, para tentar acalmar instituições católicas nos Estados Unidos, indignadas pela necessidade de oferecer a seus funcionários um seguro de saúde que inclua cobertura para a contracepção.

Obama diz que o acordo evitará ter que persuadir organizações religiosas a pagarem pela cobertura para a contracepção, fazendo com que as seguradoras ofereçam esta opção gratuitamente a todos.

O presidente disse que a nova política protegerá a saúde das mulheres ao mesmo tempo em que respeita a liberdade religiosa.

O anúncio foi feito após um protesto de líderes católicos. O Arcebispo de Nova York, Timothy Dolan, escreveu um artigo em um jornal no início da semana descrevendo a política de Obama como uma "incursão sem precedentes na liberdade de consciência" das pessoas.