Espanha prende suspeito de participar de assassinato de premiê sérvio

A polícia espanhola informou nesta sexta-feira ter detido um suspeito de envolvimento na morte, em 2003, do então premiê da Sérvia, Zoran Djindjic.

O suspeito, Luka Bojovic, foi preso em um restaurante em Valência. Segundo as autoridades, ele também é procurado por supostos 20 assassinatos na Sérvia, na Holanda e na própria Espanha.

Djindjic foi um premiê de orientação reformista, morto por um franco-atirador quando entrava num edifício governamental na capital sérvia, Belgrado.

A Promotoria sérvia diz que a morte foi uma reação à tentativa do premiê de implementar reformas pró-Ocidente - em especial, a cooperação com o Tribunal Internacional de Crimes de Guerra para a antiga Iugoslávia.

Em 2007, doze homens foram condenados por participação no assassinato, mas restaram suspeitas de que outras pessoas envolvidas no caso teriam conseguido escapar.