Grécia promete esclarecer suas medidas de austeridade à zona do euro

A Grécia prometeu nesta quarta-feira "esclarecer totalmente" as medidas de austeridade que adotará, depois de ter sido pressionada por líderes da zona do euro a fazer novos cortes orçamentários.

As medidas foram aprovadas pelo Parlamento grego no domingo, mas líderes europeus pediram mais informações sobre a economia de gastos planejada por Atenas.

O ministro das Finanças, Evangelos Venizelos, disse que "algumas questões remanescentes" serão finalizadas antes de uma conferência telefônica a ser realizada com representantes da zona do euro, na tarde desta quarta.

Os cortes de gastos são exigidos por União Europeia, FMI e Banco Central Europeu como precondições para liberar um novo pacote de resgate financeiro à Grécia, de 130 bilhões de euros (cerca de R$ 295 bilhões).

Uma fonte oficial disse à BBC que Atenas aprovou cortes extras de cerca de 325 milhões de euros, cortando gastos em defesa, saúde e orçamentos regionais.