Homicídios 'caíram' na cidade mais violenta do México, diz presidente

O presidente do México, Felipe Calderón, disse nesta sexta-feira que o número de assassinatos em Ciudad Juárez, a mais violenta do país, caíram quase pela metade após chegar ao seu pico, em 2010 - quando mais de 3 mil pessoas morreram ali em confrontos relacionados ao narcotráfico.

Calderón deu poucos detalhes sobre os números, mas disse que a criação de empregos na cidade foi importante para combater a violência.

Analistas, por sua vez, dizem que a redução nos assassinatos pode significar que o cartel de Sinaloa tenha sido vitorioso em derrotar seu rival, o cartel de Juárez.