Jornalistas ocidentais são mortos na Síria

Dois jornalistas ocidentais foram mortos na cidade síria de Homs na quarta-feira, incluindo a veterana repórter americana do jornal britânico Sunday Times Marie Colvin.

Colvin cobriu inúmeros conflitos ao redor do mundo em mais de 30 anos e usava um tapa-olho por causa de um ferimento recebido no Sri Lanka.

O outro jornalista morto é o fotógrafo francês Remi Ochlik. Ele tinha 28 anos de idade e trabalhava para a agência francesa ip-3.

Eles foram mortos, junto com várias outras pessoas, quando tiros de artilharia atingiram o centro de imprensa improvisado no qual trabalhavam no bairro de Baba Amr.