Jornalista francesa ferida em ataque deixou a Síria, diz Sarkozy

A jornalista francesa Edith Bouvier deixou a Síria após ser ferida em um ataque na cidade de Homs, disse nesta terça-feira o presidente da França, Nicolas Sarkozy.

Segundo o presidente, Bouvier está no Líbano. Mais cedo, diplomatas informaram à BBC que o fotógrafo britânico Paul Conroy, do jornal Sunday Times, também ferido no ataque a Homs, foi retirado do país com a ajuda do Exército da Síria Livre e de ativistas de oposição ao governo do presidente Bashar al-Assad.

Bouvier e Conroy foram atingidos em um ataque realizado na última sexta-feira contra um centro de imprensa improvisado em Baba Amr, em meio a uma ofensiva de três semanas por parte das forças líbias em áreas rebeldes de Homs.

A repórter fez um vídeo, apelando por um cessar-fogo que a permitisse ser retirada da cidade, para ser operada de um ferimento na perna.

A jornalista americana Marie Colvin, do Sunday Times, e o fotógrafo francês Remi Ochlik foram mortos no ataque.