Coreia do Norte suspende enriquecimento de urânio e testes com mísseis, dizem EUA

O departamento de Estado americano afirmou nesta quarta-feira que a Coreia do Norte concordou em suspender o enriquecimento de urânio e os testes com mísseis de longo alcance, após negociações conduzidas na China.

Segundo o órgão, Pyongyang concordou com as condições em troca de 240 mil toneladas de "assistência nutricional", com possibilidade de ajuda alimentar.

"Para melhorar a atmosfera de diálogo e demonstrar sem compromisso com a desnuclearização, a República Popular da Coreia do Norte concordou em implementar uma moratória nos lançamentos de mísseis de longo alcance, os testes nucleares e as atividades nucleares em Yongbyon, incluindo o enriquecimento de urânio", disse em comunicado a porta-voz do Departamento de Estado, Victoria Nuland.

Segundo ela, o país também concordou com o retorno de inspetores da Agência Internacional de Energia Atômica para monitorar as atividades nucleares no país.

O acordo, que foi confirmado pela imprensa oficial norte-coreana, abre a possibilidade da retomada de negociações entre seis países com vistas ao desarmamento suspensas em 2009.