Governo japonês reconhece falha após tsunami e em Fukushima

O primeiro-ministro do Japão, Yoshihiko Noda, reconheceu neste domingo (ainda sábado no Brasil) que o governo falhou nas providências tomadas após o terremoto seguido de tsunami que afetou o país há quase um ano.

Noda reconheceu, sobretudo, que houve falhas no manejo da crise ocasionada pelo vazamento de material radioativo da usina nuclear de Fukushima, atingida pelo tsunami.

Segundo Noda, as autoridades japonesas acreditavam no que chamou de “mito da segurança nuclear”. Ele afirmou que o país estava despreparado para um vazamento da escalada registrada em Fukushima.

Em uma semana, o Japão lembra o primeiro ano da tragédia.