Itália critica Grã-Bretanha pela morte de reféns durante operação de resgate na Nigéria

O presidente da Itália, Giorgio Napolitano, criticou a Grã-Bretanha devido à morte de um engenheiro italiano e seu colega britânico durante uma tentativa de resgate liderada pelos britânicos.

Napolitano afirmou que é inexplicável o fato de o governo britânico não ter informado a Itália antes da realização da operação.

Fontes do governo britânico informaram que a missão foi liderada pelas Forças Especiais.

A operação realizada na quinta-feira tentava resgatar os engenheiros Christopher McManus e Franco Lamolinara. Eles foram sequestrados em maio, no Estado de Kebbi, noroeste da Nigéria.

Um correspondente da BBC na Nigéria informou que ocorreram combates que duraram horas durante a operação e ele viu os corpos de dois nigerianos.